Parte do coletivo Soylocoporti

Só mais um site Soylocoporti

Arquivo do assunto ‘alcançados’

terça-feira, 15 de junho de 2010

Resumo do projeto e resultados obtidos até o momento

, , , , ,

1. Contextualização

Desde 2005, o Coletivo Soylocoporti e acadêmicos da UFPR atuam na Comunidade Remanescente de Quilombo João Surá, inicialmente através do projeto ENEC – Estágio Nacional de Extensão Comunitária e posteriormente, a partir de dezembro de 2007, com a parceria entre ELETROSUL e o Coletivo Soylocoporti no projeto “Inclusão Digital e Cultura no Quilombo João Surá”.

O programa Universidade Sem Fronteiras, da Secretaria do Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (SETI), consolidou em 2009 a oportunidade para que a parceria entre a UFPR e o Coletivo Soylocoporti fosse mantida, resultando na elaboração do projeto Desenvolvimento Sustentável na Comunidade Quilombola João Surá.

2. Objetivo

Promover o planejamento e construção de uma casa de beneficiamento de alimentos tradicionalmente produzidos na comunidade de João Surá, enquanto forma de geração de renda de maneira sustentável com base nos princípios da agroecologia e economia solidária. Contribuir para a afirmação da identidade quilombola, garantindo a Segurança Alimentar e Nutricional e preservando com autonomia e gestão comunitária a permanência no território ancestralmente habitado.

3. Metodologia

Partindo de uma rede colaborativa e interdisciplinar, propõe-se um trabalho conjunto de ensino, pesquisa e extensão em gestão compartilhada com a comunidade, visando o desenvolvimento sustentável através do beneficiamento e comercialização de seus produtos. As decisões coletivas consolidam padrões culturais tradicionais baseados na solidariedade, afirmando na prática cotidiana, a religiosidade, a democracia participativa, a ecologia e a cidadania cultural.

4. Resultados esperados e alcançados

* Envolvimento da comunidade;
* Levantamento da produção agrícola comunitária e, como resultado, a produção de variedades qualitativas de farinha a partir do plantio da mandioca;
* Capacitação em Produção Artesanal de Produtos a base de Mandioca e outras alternativas de beneficiamento de produtos de origem agroecológica;
* Apoio a educação informal complementar de jovens e crianças da comunidade por meio de oficinas de arte, teatro, rodas de conversa, reuniões, sessões musicais, mostra de artesanato, participação em festivais e parcerias em ações de outros projetos da Rede de Desenvolvimento Socioambiental e Sustentabilidade do Vale do Ribeira.
* Apoio a educação técnica através da articulação com o Colégio Newton Freire Maia – Centro Paranaense de Referência em Agroecologia, Pinhais, Região Metropolitana de Curitiba.
* Alianças formadas com parceiros, novos apoiadores e rede de expertises;
* Conquista do Prêmio Dona Izabel de Mestres da Cultura Popular (MinC) para Dona Joana de Andrade Pereira, desde então dignificada e reconhecida como Mestre da Cultura Popular Brasileira;
* Integração a Ação Griô/Programa Cultura Viva/MinC em parceria com o Pontão de Cultura Kuai Tema;
* Integração ao programa Engenhos Digitais – Ação Tuxáua/Programa Cultura Viva/MinC: ampliação e expansão em rede comunicacional de Cultura Digital.

5. Resultados esperados

* Fortalecimento dos laços comunitários.
* Geração de renda baseadas na Agroecologia e na Economia Solidária.
* Etnodesenvolvimento sociambiental.
* Resgate e fortalecimento de práticas culturais identitárias.
* Preservação socioambiental do território ancestralmente habitado.

share save 171 16 Resumo do projeto e resultados obtidos até o momento

Nenhum comentário »

Blog integrante da rede Soylocoporti